Devido à queda nos casos ativos de Covid-19 em São Miguel do Iguaçu, a secretaria municipal de Saúde desativou a ala respiratória do Hospital e Maternidade São Miguel Arcanjo. Agora, o local volta a receber internamentos da maternidade e dos pacientes que passam por cirurgias eletivas.

A decisão foi baseada no cenário atual, com o município tendo 13 casos ativos, segundo o boletim da Covid-19 de quarta-feira, 09, e pelo fato de a mais de 15 dias não serem registrados internamentos pela doença na unidade.

Com essa alteração, o paciente que tiver algum sintoma do coronavírus deverá procurar a UBS (Unidade Básica de Saúde) de referência ou o Pronto Atendimento, pois esses locais têm uma sala isolada para suspeitas de Covid.

O diretor clínico do Hospital e Maternidade, médico Pedro Matias de Araújo, conta que esse é um momento importante porque depois de quase dois anos a ala respiratória do Hospital finalmente pôde ser fechada. “Vivemos uma nova realidade na saúde quanto à questão da Covid, no entanto, não podemos baixar a guarda. Precisamos continuar com as medidas preventivas, como o uso de máscara e higienização das mãos”.

Para o médico, a queda nos casos de Covid-19 se deve as medidas de prevenção adotadas pela população, sendo a principal delas a vacinação. “Hoje nós já podemos chamar a Covid-19 de uma doença comum, ou seja, sazonal”.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Projeto do Governo Municipal promove qualidade de ... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por intermédio da secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, está desenvolvendo um projeto de ativ...
Governo Municipal conclui a recuperação de duas es... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu concluiu a recuperação de duas estradas rurais com a aplicação de fresado de asfalto, totalizando 2.800 m...
Governo Municipal sanciona leis que garantem piso ... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu sancionou as Leis 3.585 e 3.586/2022 que garantem o piso salarial nacional da enfermagem e o valor mínimo...

Compartilhe

Google+