A chuva que caiu no início dessa semana trouxe um pouco de alento ao clima seco registrado nas últimas semanas em São Miguel do Iguaçu. Mesmo com todos os impactos positivos trazidos pela chuva, um fator deve ser levado em consideração por toda a comunidade são-miguelense: evitar água parada.

Para isso, é necessário que todos realizem limpezas em seus lotes pelo menos uma vez por semana eliminando qualquer objeto ou espaço que possa acumular água e consequentemente servir de criadouro para o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue e também de outras doenças como a zika, chikungunya e febre amarela.

De acordo com o último boletim da dengue divulgado no dia 04 de janeiro, São Miguel do Iguaçu já teve 71 notificações da doença e, destas, 70 foram descartadas e uma está sob investigação. Mesmo assim, todo o cuidado é pouco, pois o município continua em alerta máximo contra a dengue.

O Levantamento Rápido de Índices para Aedes Aegypti (LIRAa) realizado em São Miguel no mês de novembro de 2021, aponta que o Índice de Infestação Predial (IIP) , que em agosto daquele ano estava em 2,1%, subiu para 8%, sendo que o preconizado pelo Ministério da Saúde é de até 1%. Isso significa que a cada 100 casas vistoriadas em 8 foram encontradas larvas do mosquito.

‘Esse levantamento mostra que não podemos relaxar. Agradecemos a Deus pela chuva e pedimos mais, pois está precisando. Mas, a população precisa fazer a sua parte e não deixar água parada para evitar uma pandemia de dengue’, destacou a presidente do Comitê Intersetorial para Controle da Dengue, Zélia da Silva, que informou ainda que está sendo estudada a possibilidade de ser realizado no próximo mês um ‘Arrastão da Dengue’, como mais um trabalho de prevenção.

De acordo com a presidente, outra ação será realizada em apoio a Associação de Senhoras dos Rotarianos (ASR) e Cresol, que irão desenvolver o projeto “Dengue…na minha casa você não tem vez”. O trabalho vai envolver alunos dos 3º e 4º anos das 13 escolas municipais e o objetivo é diminuir a incidência do mosquito transmissor da dengue mobilizando as famílias, através das crianças.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MÍDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Secretaria de Meio Ambiente vai realizar a entrega... A secretaria municipal de Meio Ambiente, em parceria com a Associação de Agentes do Meio Ambiente e Reciclagem de São Miguel do Iguaçu (AMAR) e Itaip...
Meio Ambiente divulga cronograma de coleta de galh... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, através da secretaria de Meio Ambiente, está programando a coleta de galhos, folhas e resíduos de jardin...
Boletim semanal aponta 79 novos casos e São Miguel... São Miguel do Iguaçu registrou 79 novos casos de dengue na última semana, de acordo com boletim semanal divulgado pela secretaria municipal de Saúde ...
Vice-prefeito e secretários participam de reunião ... O vice-prefeito de São Miguel do Iguaçu Claudio Rodrigues, e os secretários municipais de Agricultura, Marcelo Alexandre, e de Meio Ambiente, Márcio ...

Compartilhe

Google+