O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu reuniu na quarta-feira, 16, no Centro de Convivência do Idoso, lideranças governamentais e de entidades para a reativação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA). Na oportunidade foram escolhidas 08 entidades não governamentais para compor o conselho, que é formado ainda por outros 04 integrantes governamentais.

O COMSEA é um espaço deliberativo de diálogo entre a sociedade civil e o governo com o objetivo de elaborar as políticas de Segurança Alimentar e Nutricional que o município possa vir a ter, bem como, fiscalizar tudo o que acontece nesse setor.

Para o chefe de Divisão Agronômica da secretaria de Agricultura, José Frasson da Silva Junior, e o coordenador do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Elan Wesley Pereira Neves, o papel do COMSEA é de fundamental importância na democratização da administração pública e conformação de uma agenda política sinérgica entre agricultura, alimentação, nutrição, saúde, meio ambiente, sustentabilidade e justiça social. “O conselho tem a missão ainda de fiscalizar e pensar os projetos já existentes”, destacou Frasson.

A extencionista Marina Rodrigues, do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR/PR), falou sobre a temática do encontro “Comida no campo e na cidade: o que temos e o que queremos”. Ela explicou o que é o conselho e o direito que todos têm sobre a Segurança Alimentar. “Foi uma reflexão com os conselheiros sobre o papel de cada um deles dentro do sistema”.

As 08 entidades não governamentais eleitas no encontro foram: Associação Pestalozzi, Lar dos Idosos, Associação APROSMI/BOREAL, Associação dos Feirantes, Associação Rural Verdes Campos/Clube de Mães, Cooperativa Coopercam, Provopar e Sindicato Rural. São elas que irão indicar os conselheiros não governamentais.

Os 04 integrantes governamentais serão servidores das secretarias de Assistência Social, Agricultura, Saúde e Educação indicados pelo Governo Municipal.

A vice-diretora da Associação Pestalozzi, Débora Moretti, que representou a entidade no encontro, destacou que fazer parte do COMSEA é de fundamental importância tendo em vista ser um tema relevante para a sociedade. “Auxiliar na definição de políticas públicas da área é o papel das entidades, por isso, participar disso é necessário”.

O COMSEA passou a existir em São Miguel do Iguaçu pela Lei 2.212/2011. Em 2019, por meio da Lei 322, foram criados os componentes do Sistema Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). Em junho de 2019, através de Conferência Municipal, foram nomeados os membros do conselho.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Meio Ambiente entrega ao prefeito e vice licenças ... São Miguel do Iguaçu poderá voltar a extrair pedras da Pedreira Municipal! Na tarde desta quinta-feira, 04, a equipe da secretaria municipal de Meio ...
Governo Municipal se reúne com empresários do ramo... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, representado pelo vice-prefeito, Claudio Rodrigues, e pela secretária municipal de Saúde, Carline Slovin...
Secretário Estadual Sandro Alex visita São Miguel ... O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, esteve visitando o município de São Miguel do Iguaçu na manhã desta sexta-feira, 1...
Festejos dos 60 anos terão lançamento e exibição d... A programação especial preparada pelo Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu para comemorar os 60 anos do município terá também o lançamento e exi...

Compartilhe

Google+