O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu reuniu na quarta-feira, 16, no Centro de Convivência do Idoso, lideranças governamentais e de entidades para a reativação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA). Na oportunidade foram escolhidas 08 entidades não governamentais para compor o conselho, que é formado ainda por outros 04 integrantes governamentais.

O COMSEA é um espaço deliberativo de diálogo entre a sociedade civil e o governo com o objetivo de elaborar as políticas de Segurança Alimentar e Nutricional que o município possa vir a ter, bem como, fiscalizar tudo o que acontece nesse setor.

Para o chefe de Divisão Agronômica da secretaria de Agricultura, José Frasson da Silva Junior, e o coordenador do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Elan Wesley Pereira Neves, o papel do COMSEA é de fundamental importância na democratização da administração pública e conformação de uma agenda política sinérgica entre agricultura, alimentação, nutrição, saúde, meio ambiente, sustentabilidade e justiça social. “O conselho tem a missão ainda de fiscalizar e pensar os projetos já existentes”, destacou Frasson.

A extencionista Marina Rodrigues, do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR/PR), falou sobre a temática do encontro “Comida no campo e na cidade: o que temos e o que queremos”. Ela explicou o que é o conselho e o direito que todos têm sobre a Segurança Alimentar. “Foi uma reflexão com os conselheiros sobre o papel de cada um deles dentro do sistema”.

As 08 entidades não governamentais eleitas no encontro foram: Associação Pestalozzi, Lar dos Idosos, Associação APROSMI/BOREAL, Associação dos Feirantes, Associação Rural Verdes Campos/Clube de Mães, Cooperativa Coopercam, Provopar e Sindicato Rural. São elas que irão indicar os conselheiros não governamentais.

Os 04 integrantes governamentais serão servidores das secretarias de Assistência Social, Agricultura, Saúde e Educação indicados pelo Governo Municipal.

A vice-diretora da Associação Pestalozzi, Débora Moretti, que representou a entidade no encontro, destacou que fazer parte do COMSEA é de fundamental importância tendo em vista ser um tema relevante para a sociedade. “Auxiliar na definição de políticas públicas da área é o papel das entidades, por isso, participar disso é necessário”.

O COMSEA passou a existir em São Miguel do Iguaçu pela Lei 2.212/2011. Em 2019, por meio da Lei 322, foram criados os componentes do Sistema Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). Em junho de 2019, através de Conferência Municipal, foram nomeados os membros do conselho.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Saúde inicia agendamento de vacina contra Covid-19... A secretaria municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu inicia nesta quarta-feira, dia 19 de maio, o agendamento da vacina contra Covid-19 em pessoas...
Saúde vai aplicar a 2ª dose da Butantan e da Astra... A secretaria municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu realiza neste sábado, 11 de setembro, um drive thru para aplicação da 2ª dose das vacinas But...
Novos membros da CIPA são empossados em São Miguel... Foi realizada na manhã desta quinta-feira, 16, a posse dos novos membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – CIPA, da prefeitura de São M...
VAGAS DE EMPREGO | AGÊNCIA DO TRABALHADOR Confira as vagas da Agência do Trabalhador de São Miguel do Iguaçu para esta quinta-feira (18/11/2021): FRIGORÍFICO FRIELA (Entrevistas de 2ª...

Compartilhe

Google+