Representantes do Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu estiveram reunidos com a equipe de Coordenação da Itaipu Binacional na manhã de terça-feira, 26, para apresentar propostas para futuros convênios, além de fortalecer os que já estão firmados entre o município e a hidrelétrica.

Participaram da reunião, realizada em Foz do Iguaçu, o prefeito Motta; o vice-prefeito, Claudio Rodrigues; o secretário municipal de Planejamento, Gunar Henrique Guedes, o assistente do diretor de Coordenação da Itaipu, Márcio Ferreira Bortolini, o assessor especial da diretoria de Coordenação, Daltron Vilas Boas Rocha; e o gerente da Divisão de Apoio Operacional da Itaipu, Haroldo Virgílio. Cumprindo extensa agenda, o diretor de Coordenação da Binacional, general Luiz Felipe Carbonell, fez questão de cumprimentar os representantes são-miguelenses entre o horário de seus compromissos.

Durante a reunião, a gestão Motta/Claudio Rodrigues apresentou 9 projetos desenvolvidos pela secretaria municipal de Planejamento, com propostas de investimentos em algumas áreas do município.

Os representantes da Itaipu Binacional realizaram uma análise prévia das propostas e deram sinalização positiva para a maioria delas, sendo que já foi aprovada a entrega de mil mudas de árvores nativas para reflorestamento em várias regiões do município e a perfuração de dois poços artesianos para atender situações emergenciais.  

Outros quatro projetos foram sinalizados positivamente pela binacional, e aguardam uma análise mais detalhada para dar uma resposta concreta quanto ao fechamento ou não dos convênios, com liberação de recursos.

Esses projetos são: Implantação de uma ciclovia saindo da sede do município e seguindo até o Termina Turístico Balneário Ipiranga; revitalização do Horto Municipal e criação de uma Praça Ecológica e junto também uma Bacia de Contenção (lago artificial), que além da questão estética, deixando o espaço mais bonito, servirá para ajudar a evitar enchentes, principalmente na região entre a Ecovila e o Bairro Sagrado Coração de Jesus, pois a água da chuva poderá ser concentrada neste reservatório e não seguiria pelo rio; além de um projeto de implantação de energias fotovoltaicas nos órgãos públicos municipais.

Os projetos envolvendo a ciclovia e o Horto Municipal estão em fase de desenvolvimento e realização de estudo técnicos pertinentes. Já o relacionado às energias fotovoltaicas está previsto para o último semestre de 2022.

Apesar da análise inicial positiva, a confirmação desses investimentos ainda depende da conclusão dos projetos e uma nova análise da Itaipu Binacional para serem aprovados ou não.

Também foram alinhados convênios que estão em andamento, como por exemplo, o que foi firmado neste ano e prevê o apoio da Itaipu Binacional na construção do novo Aterro Sanitário, por meio da aquisição de equipamentos e a construção de um barracão, que seria uma Unidade de Valorização de Recicláveis (URV), para atuação da Associação de Agentes do Meio Ambiente e Reciclagem de São Miguel do Iguaçu (AMAR).

Foi discutido ainda um convênio firmado na gestão passada, que estava paralisado, e visa atendimento à Comunidade Indígena Avá-Guarani Tekoha Ocoy. Ele prevê a ampliação da Unidade de Saúde e a reforma do barracão do Centro de Convivência dos indígenas, porém faltavam projetos complementares, que foram feitos na atual gestão, garantindo assim a retomada da parceria.  A proposta apresentada na reunião também busca apoio da Itaipu para a construção de um espaço esportivo na comunidade.  

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MÍDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Bombeiros apresentam funcionamento da Defesa Civil... Uma reunião realizada na manhã desta terça-feira, 09, apresentou o funcionamento da Defesa Civil para a Administração Municipal de São Miguel do Igua...
Decreto limita atendimentos presenciais no Paço Mu... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu publicou no Diário Oficial Eletrônico de quinta-feira, 06, o decreto nº338/2021, que determina a adoção d...

Compartilhe

Google+