O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu assinou na manhã desta quarta-feira, 11, a ordem de serviço para iniciar as obras de construção da UVR (Unidade de Valorização dos Recicláveis) no terreno adquirido na Linha Piazza, onde também será instalado o novo aterro municipal.

A construção dessa unidade foi viabilizada por meio de um convênio com a Itaipu Binacional no valor total de R$ 3.346.628,47 (três milhões trezentos e quarenta e seis mil seiscentos e vinte e oito reais e quarenta e sete centavos), sendo R$987.200,00 (novecentos e oitenta e sete mil e duzentos reais) vindos da hidrelétrica e os outros R$ 2.259.428,47 (dois milhões duzentos e cinquenta e nove mil quatrocentos e vinte e oito reais e quarenta e sete centavos) de contrapartida, com recursos próprios do município.

A obra terá mais de 800 m², sendo 683,40 m² destinados para o barracão onde serão desenvolvidas as atividades e 125,72 m² para a área administrativa. O prazo de execução deste contrato é de 9 meses. Além disso, também serão construídos estacionamento e calçada, totalizando 1.625,40 m² de obra.

O prefeito Boaventura Motta, lembrou que desde que a atual gestão assumiu a prefeitura, o Governo Municipal está trabalhando para resolver o problema do aterro sanitário e do espaço de trabalho dos agentes que atuam na AMAR (Associação de Agentes do Meio Ambiente e Reciclagem de São Miguel do Iguaçu). ‘Assumimos o município sem um local para destinar o lixo. Lutamos muito e juntamente com a Itaipu conseguimos definir uma nova área e agora teremos um local de primeiro mundo, bem feito, garantindo a destinação correta do lixo e melhores condições para as famílias que ali trabalham’, destacou. 

O vice-prefeito Claudio Rodrigues, exaltou a obra da UVR, que vai, além de atender a demanda do município, vai dar mais dignidade aos associados da AMAR. ‘Um dos mais modernos do Oeste do Paraná onde os Agentes da AMAR poderão executar o seu trabalho com mais qualidade e eficiência’, destacou.

O presidente da AMAR,  Luiz Zenir Perotoni, falou da alegria em vivenciar esse momento e a importância dessa obra para os associados, pois atualmente estão alocados em um espaço que não atende as necessidades. ‘É uma grande alegria. Faz muito tempo que era para sair essa obra e agora vai sair… Vai nos ajudar muito, pois lá onde estamos a situação é complicada’, relatou.

O secretário municipal de Meio Ambiente, Márcio Rogério Zanoni, informou que todos os equipamentos que serão necessários para o desenvolvimento dos trabalhos dos agentes já foram adquiridos. ‘Começa a construção da estrutura com todos os materiais adquiridos e entregues. Já temos todos os maquinários que vão fazer com que a Associação inicie seu trabalho no novo espaço assim que a obra for concluída’ destacou. 

Zanoni explicou ainda a necessidade dessa nova estrutura para o futuro do município. ‘A visão que temos hoje é a sustentabilidade do nosso município. O que temos que fazer? É dar estrutura e condições para que a AMAR trabalhe da melhor forma possível e que a nossa cidade consiga reciclar o maior número possível de materiais, para que esses reciclados retornem ao uso da população, gerando renda para as famílias que trabalham com eles e consigamos tirar esse material do meio ambiente’.

O secretário de Planejamento, Gunnar Henrique Gheller, relatou que o projeto é moderno, que inclusive foi elogiado como sendo um dos melhores a ser executado, e tem possibilidade de ampliação, garantindo atendimento da demanda por décadas. ‘A estrutura é modular, com possibilidade de expansão futura, conforme a demanda for crescendo e a população for se conscientizando e aumentando a separação dos materiais’, explicou.

NOVO ATERRO

No final do primeiro semestre de 2021 o Governo Municipal adquiriu um terreno de 4 alqueires para ser construído um novo aterro sanitário. A área, de 96.800m², está localizada na comunidade Linha Piazza e foi avaliada em R$ 2.520.000,00 (dois milhões quinhentos e vinte mil reais), valor pago com recursos próprios.

‘Trabalhamos pensando no futuro do nosso município. A estimativa é de que esse novo aterro atenda as necessidades por 50 ou 60 anos’, destacou o secretário Márcio Zanoni.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MÍDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Atleta de São Miguel é convocado para seleção bras... Pela primeira vez na história um atleta de São Miguel do Iguaçu foi convocado para a seleção brasileira de Handebol de Cadeira de Rodas. Osmar Lopes ...
Dose de reforço contra Covid-19 começa a ser aplic... A secretaria municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu iniciou nesta semana a aplicação da dose de reforço (3ª dose) da vacina contra Covid-19 na po...
Saúde de São Miguel do Iguaçu registra duas mortes... A secretaria municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu confirmou nesta terça-feira, 12, a morte de mais uma pessoa por Covid-19 no município. Essa é...
Saúde reforça importância da imunização e que cont... A secretaria municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu comunica que continua com a aplicação das vacinas contra a Covid-19 na população em geral com...

Compartilhe

Google+