O Governo Municipal, por intermédio da secretaria de Meio Ambiente, e a Itaipu Binacional implantaram na segunda-feira, 15, duas hortas comunitárias e duas cisternas no município de São Miguel do Iguaçu.

Uma das hortas e cisternas foi instalada no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), entidade que atende as pessoas com transtorno mental severo e persistente, e a outra no Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

 As hortas têm o papel de produzir alimentos através do trabalho voluntário da comunidade, promovendo a interação das pessoas com a natureza através de práticas que proporcionam benefícios físicos e mentais.

As cisternas servem para reutilizar água da chuva e é, em si, um ato ambientalmente amigável, pois permite o aproveitamento da água da chuva em vez de utilizar o precioso recurso hídrico potável. Mas você também pode aproveitar a cisterna para utilizar a água de reuso da máquina de lavar, do ar-condicionado, da piscina, entre outras.

Para Quirino Kesler, responsável da Itaipu Binacional pelo desenvolvimento das oficinas, o objetivo do programa é ensinar os participantes a implantar as hortas em suas propriedades. “É uma atividade ‘formiguinha’ e fundamental porque a transformação começa nessas pequenas atividades”.

A horta comunitária no CAPS vai atender aproximadamente 70 pessoas que se utilizam do serviço. “Para o CAPS, o manejo dos pacientes na horta, é totalmente benéfico e útil, uma vez que faz parte das terapias desenvolvidas, aliada aos medicamentos e atendimentos ambulatoriais”, conta o coordenador, João Carlos Felisberto.

A estudante de Agronomia da Uniguaçu, Adrieli Molon, está ajudando no desenvolvimento das hortas e disse que vai servir de aprendizado do seu curso além de prestar um serviço comunitário importante. “Vou dar todo o apoio durante o desenvolvimento do projeto”.

A coordenadora do Centro de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Aparecida Carradore, informou que a horta vai ser trabalhada pelos mais de 32 idosos que fazem parte do projeto. “A ideia é valorizar o desenvolvimento de hortas, tanto para a produção de verduras como de plantas medicinais”.

A Sra. Alzira Medeiros, participante do grupo, disse que a ideia foi muito boa e bem organizada. “Vamos cuidar com muito amor e carinho dessa horta”.

Segundo a secretária de Saúde, Eloni Terezinha Conzatti Queiroz, um projeto emocionante e que vai ajudar muitas pessoas. “Agradecemos a Itaipu Binacional pela bela iniciativa”.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Participantes do projeto ‘Academia da Saúde’ fazem... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio das secretarias de Saúde e de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, promoveu na última sexta-feira...
São Miguel do Iguaçu esteve no Seminário Qualifica... A Secretaria de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde (SAPS/MS) realizou em Curitiba/PR, na última semana, o Seminário Qualificação do Dese...
Merendeiras dos CMEI’s recebem treinamento de novo... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio da secretaria de Educação, realizou na segunda-feira, 30, no Centro Municipal de Educação Infan...
Saúde alerta que agosto e setembro são os meses de... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio da secretaria de Saúde, alerta que os cuidados com o escorpião devem ser redobrados em agosto e...

Compartilhe

Google+