O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio da secretaria de Obras e Viação, está disponibilizando um número de WhatsApp para atendimentos relacionados a iluminação pública. O contato pode ser realizado através do número (45) 3565-8168.

Por meio deste canal, o munícipe pode informar locais que necessitam de manutenção, além de solicitar os serviços, como por exemplo, a troca de lâmpadas queimadas. ‘A população pode inclusive encaminhar fotos do ponto que precisa de manutenção, que iremos solucionar o problema’, afirmou o secretário de Obras e Viação, Rodrigo Frigo.

REDE PÚBLICA DE ILUMINAÇÃO

Desde o início do ano, a gestão Motta/Claudio Rodrigues acabou encontrando muitas dificuldades relacionadas à manutenção da Rede Pública de Iluminação.

Sem uma base de dados com números de serviços executados em anos anteriores, não foi possível planejar uma quantidade de materiais que seriam necessários para as manutenções ao longo deste ano, além de não haver um controle de estoque interno de materiais adquiridos anteriormente.

Além disso, também foi necessário trabalhar com a contratação de empresa especializada em trabalhos de manutenção, pois o contrato vigente estava vencendo e precisou ser aditivado por alguns meses. Após estudo de viabilidade para definir qual o melhor modelo de prestação de serviço, foi realizada uma nova licitação e em meados de outubro houve vencedora. ‘Antes eram pagos R$14 mil por mês para realização dos serviços de manutenção dos pontos existentes. Conseguimos baixar esse valor para pouco menos de R$ 9 mil. Isso vai gerar uma economia de mais de 35% ao longo do contrato ’, destacou o secretário de Obras.

Em relação aos materiais elétricos, muitos deles estavam em falta e eram necessários para serem executadas as manutenções. Foi realizada uma primeira licitação no mês de março, porém a empresa vencedora não cumpriu com as exigências do edital e foi necessária a rescisão do contrato judicialmente. As demais empresas que participaram do mesmo certame chegaram a ser chamadas, porém não quiseram assumir o fornecimento dos materiais devido à variação de preços do mercado. Com isso, após vencer todo o trâmite burocrático, uma nova licitação foi realizada e uma empresa pôde ser contratada no final setembro e iniciar o fornecimento dos materiais em outubro. 

‘Somente agora, após 10 meses de trabalhos, conseguimos licitar a empresa especializada no trabalho de manutenção e ter os materiais em mãos para poder trabalhar’, destacou, Frigo.

Neste mesmo período, foi realizado um mapeamento de todos os pontos de iluminação pública do município. De acordo com o secretário, são 5.012 pontos em São Miguel do Iguaçu. ‘Temos levantados todos os pontos do município. Em um trabalho de formiga, servidor andou por todo o município durante as noites realizando esse levantamento. Temos mais de 600 pontos queimados, isso considerando os perímetros urbano e rural’, relatou.

Apesar de toda a dificuldade e da alta demanda ainda existente, ao longo dos 10 primeiros meses do ano foram recebidos 875 chamados com problemas na iluminação, sendo que destes, 808 foram solucionados, gerando o atendimento a 1.178 pontos em diversas regiões.

Neste momento, a manutenção continua a ser realizada em todos locais, para na sequência ser realizado um trabalho preventivo e também de substituição de todas as lâmpadas existentes. ‘Temos um projeto para colocação de lâmpadas de led em todo o município, o que trará uma melhor luminosidade e consequente maior segurança, além de diminuir o custo da taxa de iluminação pública, que é calculada conforme o número e a potência das lâmpadas instaladas no município’, explicou, Frigo.

A substituição será realizada de maneira gradual ao longo dos próximos três anos, seguindo um projeto luminotécnico, que é necessário para definir os materiais e a potência de lâmpadas necessárias em cada uma das regiões do município.

‘Será um trabalho gradativo, iniciando pelo interior, pois lá é mais difícil de realizar manutenção, que também é mais onerosa nesses pontos. A lâmpada em led tende a ter uma durabilidade maior, o que vai diminuir, por exemplo, o custo com deslocamento para esses trabalhos, economizando em combustível’, afirmou o secretário.

A estimativa inicial é de que sejam necessários mais de R$ 4 milhões em investimentos para substituir toda a rede pública do município. Esse valor será investido utilizando o COSIP (Custeio do Serviço de Iluminação Pública), a popular taxa de Iluminação Pública.

‘Esse investimento, além de todos os benefícios visuais que o led traz, também vai impactar em uma grande preocupação nossa, que é a taxa de Iluminação Pública. Com as novas lâmpadas, o consumo será menor e consequentemente será possível diminuir o valor cobrado pela iluminação pública. Nossa expectativa é de que a redução da taxa possa chegar a mais de 50% do valor com a substituição total, que deve acontecer em 2024’, concluiu, Frigo.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MÍDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Terminal Turístico Balneário Ipiranga vai sediar o... O Terminal Turístico Balneário Ipiranga de São Miguel do Iguaçu será sede nos dias 22 e 23 de janeiro, sábado e domingo, de mais uma etapa do projeto...
Prefeito e vice visitam construção de complexo de ... O prefeito de São Miguel do Iguaçu, Motta, e o vice-prefeito, Claudio Rodrigues, acompanhados do secretário municipal de Agricultura, Marcelo Alexand...
Definidos os representantes de São Miguel do Iguaç... A secretaria municipal de Cultura, Esporte e Lazer de São Miguel do Iguaçu, através do departamento de Cultura, está divulgando os classificados para...
Comunidade Avá-Guarani Tekohá Ocoy realiza a 1ª Se... A Comunidade Indígena Avá-Guarani Tekohá Ocoy, de São Miguel do Iguaçu, realiza nos dias 28 e 29 de abril a 1ª Semana Cultural Indígena Online. Es...

Compartilhe

Google+