O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio da secretaria de Saúde, recebeu da 9ª Regional de Saúde de Foz do Iguaçu na manhã desta terça-feira, 06, a entrega da Licença Sanitária do Hospital e Maternidade Municipal São Miguel Arcanjo, que atesta que a unidade atende os requisitos indispensáveis para o bom funcionamento e atendimento conforme as normas sanitárias de higiene.

A entrega aconteceu no gabinete do prefeito Boaventura Motta, e contou com a presença de autoridades do Executivo e Legislativo Municipal, representantes da 9ª Regional de Saúde, da equipe da secretaria municipal de Saúde e imprensa local.

De acordo com secretária municipal de Saúde, Eloni Terezinha Conzatti de Queiroz, a equipe da secretaria esteve trabalhando em cima da documentação e ajustes da unidade desde o último mês de fevereiro e a entrega da Licença Sanitária é uma grande vitória, que vai dar tranquilidade para o desenvolvimento dos trabalhos. ‘Realmente essa é uma grande conquista, mérito de toda a equipe. Agradecemos a todos os envolvidos pela dedicação. Agora, com esse documento, vamos conseguir melhorar ainda mais o atendimento em nosso Hospital e Maternidade Municipal’, destacou.

O diretor clínico do Hospital e Maternidade Municipal São Miguel Arcanjo, Dr. Pedro Araújo de Matias, lembrou que ‘por falta desse documento estivemos limitados a realizar alguns serviços, mas agora, poderemos aumentar ainda mais a gama de serviços oferecidos, garantindo mais saúde para a comunidade são-miguelense’, pontuou.

Segundo o chefe de seção de Vigilância Sanitária da 9ª Regional de Foz, Juliano Pedroso, foram vistoriados mais de 560 itens, que atenderam as exigências. ‘Essa licença só é emitida após a aprovação de todos esses itens e São Miguel do Iguaçu está de parabéns pela dedicação e grande trabalho para conseguir essa conquista’, destacou.

Por meio da Licença Sanitária, a Vigilância atesta que o estabelecimento está funcionando de acordo com as normas de higiene e saúde, onde se faz exigência de vários documentos e protocolos que são colocados em prática. Deve contemplar todos os procedimentos e todas as áreas do empreendimento, incluindo aspectos de higiene e saúde dos manipuladores, assim como a capacitação dos mesmos, manutenção dos equipamentos, controle de vetores e pragas urbanas, procedência e destino dos resíduos do processo e o controle e garantia da produção.

Dentre esses documentos padrões é indispensável para emitir o alvará sanitário para o estabelecimento a presença do ‘Manual de Boas Práticas’ e POP’s (Procedimentos Operacionais Padronizados). Diante disso é importante que se manha os POP’s sempre atualizados, passando por revisões periódicas a fim de detectar possíveis falhas no próprio procedimento ou em equipamentos, além de melhorar o desempenho da realização da atividade.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Saúde de São Miguel do Iguaçu vacina 569 idosos de... A secretaria municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu vacinou nesta quarta-feira, 31, idosos com idade a partir dos 66 anos. Ao longo do dia for...
Mutirão de limpeza contra a dengue será realizado ... Os trabalhos do mutirão de limpeza contra dengue, que está sendo realizado pelo Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio das diversas secr...

Compartilhe

Google+