Na manhã da última sexta-feira (31) o Comitê Gestor da Dengue de São Miguel do Iguaçu junto com os agentes de endemias estiveram reunidos na Câmara de Vereadores para divulgar o resultado do índice da infestação aedes aegypti no perímetro urbano e rural do município e, tomar providências ao combate a dengue.

De acordo com o Supervisor da Vigilância Sanitária, Marcos de Deus, o resultado final já era esperado. “Com esse período chuvoso e tempo quente, fez com que o índice de infestação subisse. O último levantamento aconteceu em novembro de 2013 e o índice era 1,2%, porém o número tolerado pela Organização Mundial de Saúde é menos de 1%. E, agora em 2014 no final do levantamento o índice subiu 7,1% dentro da cidade” relata Marcos.

O aumento da infestação aedes aegypti preocupa os agentes, pois é um índice de alto risco. Marcos conta que 80% desses focos do mosquito foram encontrados dentro dos domicílios, portanto toda população tem que se mobilizar e tentar reverter essa situação, para não se tornar uma epidemia.

Para combater o mosquito da dengue é recomendado que as caixas d'água, tonéis, barris, e poços estejam bem fechados, tampando-os com a própria tampa ou telas. Nas áreas rurais os principais criadouros são as lonas plásticas, utilizadas para cobrir tijolos, lenha e outros objetos. Também têm os reservatórios da água da chuva, os bebedouros e pneus. “O lixo acumulado no fundo dos quintais, também são grandes criadouros do mosquito, por isso, evite-o. São essas medidas simples que vão ajudar a combater a dengue” diz o Supervisor da Vigilância Sanitária, Marcos.

Segundo Marcos mesmo com os altos índices, atualmente São Miguel do Iguaçu tem apenas um caso de dengue confirmado.

Abaixo segue o resultado do índice da infestação aedes aegypti no ano de 2013 e 2014 realizado no perímetro urbano e rural do município.

 

Tabela 01 – Índice de infestação predial por extrato

 

Localidades Janeiro 2013 Janeiro 2014
Linha Guellere, Centro  12,00% 6,4%
Cidade Alta, Paraguaçu, Jardim Social, Cohapar,
Vila Borge, Barro Branco
Bela Vista
10,70%  7,6%


 

 
 

Tabela 02 – Índice de infestação predial por localidades

 

 

Localidades Janeiro 2013 Janeiro 2014
Aurora do Iguaçu  22,50% 22,73%
São Jorge 6,82% 13,21%
Santa Rosa do Ocoy  22,22% 18,18%
Santa Cruz do Ocoy 18,18% 33,33%
Balneário Ipiranga 00% 11,11%
Vila Rural 33,33% 23,08%
Santa Rita 18,18% 20,00%
Guanabara 16,67% 10,00%
São Vicente 00% 00%
Cotiporã 00% 40,00%

 

    


ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO


Compartilhe

Google+