Uma mulher de 34 anos procurou a Secretaria de Obras da Prefeitura de São Miguel do Iguaçu na manhã de hoje (22) para solicitar materiais de construção. Ela disse que adquiriu um suposto terreno no Bairro Sagrado Coração de Jesus, por R$ 1 mil e precisa de materiais para construir uma casa.

 

O terreno adquirido está em uma área de preservação ambiental, à beira do Rio Pinto e não pode ser vendido nem habitado.

 

A mulher, que pediu para não ter o nome divulgado, está em São Miguel do Iguaçu há quatro meses. Ela veio de Campo Belo do Sul, cidade localizada no Centro-sul de Santa Catarina, e está esperando o primeiro filho. O marido está detido em Foz do Iguaçu, por isso ela mora de favor com um casal de idosos em São Miguel, mas precisa deixar a casa em 15 dias.

 

A equipe administrativa da prefeitura informou à mulher que o Município não pode fornecer materiais de construção à população, muito menos incentivar a moradia em áreas ilegais. Mesmo sabendo que foi enganada, ela disse que não iria registrar um boletim de ocorrência pois conhece a mulher que lhe vendeu o terreno. As duas mantiveram contato por telefone e a “vendedora” prometeu devolver o dinheiro da compra do terreno.

 

A mulher foi orientada a procurar a Associação de Moradores de Aluguel – AMASMI para efetuar o cadastro para habitação popular. Ela também se cadastrou no CadÚnico para receber uma cesta básica.

 

À equipe da prefeitura, ela contou que ganhou certa quantidade de blocos de madeira compensada de um empresário do Parque Industrial para construir um “barraco”. A Administração Municipal repudia tal atitude de empresários que doam materiais para a construção de moradias indignas em locais de preservação ambiental. “Nosso alerta é também para que as pessoas não comprem terrenos em beiras de rio, pois a venda é ilegal e em pouco tempo a prefeitura terá que desocupar a área”, pontua o gerente de habitação da prefeitura, Luciano Aparecido Neris.

 

Auxílio – Quem, por ventura, quiser ajudar a mulher que procurou a prefeitura deve entrar em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de São Miguel por meio do telefone 3565-8157 ou por email imprensasmi@gmail.com.

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Josnei Wolfart – MTE 10.009/PR

Publicado às 11h33


Compartilhe

Google+