Na manhã de hoje (26), a Secretaria Municipal de Saúde de São Miguel do Iguaçu apresentou na audiência pública, o relatório das atividades realizadas no 1º quadrimestre/2014. Na oportunidade foram apresentados os números referentes a repasses e gastos com a saúde do município.

A secretaria de saúde Maria Elisabete de Borba deu inicio a audiência e na sequência os relatórios foram apresentados de forma escrita e falada aos vereadores presentes, representantes do conselho municipal de saúde, secretariado da administração municipal, imprensa e a população que se fez presente para estar à par da situação financeira da saúde do município.

Conforme os dados apresentados na Câmara de Vereadores, o quadro de funcionários hoje na Secretaria de Saúde é de 235 pessoas, sendo 30 médicos especialistas e plantonistas. O Município oferece atendimento médico nas áreas da obstetrícia, psicologia, fonoaudiologia, psiquiatria, ortopedia, oftalmologia, urologia, endocrinologia, cardiologia, dermatologia, neurologia, otorrinolaringologia, pneumologia, oncologia, ecografia, gastro e nutrição.

O total de consultas médicas de janeiro a abril deste ano, no Pronto Atendimento 24 Horas, foi de 9.416. Já nas Unidades Básicas de Saúde e Estratégia Saúde da Família dos bairros e interior, os atendimentos aos são-miguelenses somam 17.634, representando uma média de 320 consultas ao dia, ao todo. Os números apresentados foram de valores significativos se considerados apenas quatro meses de serviços prestados. Após a apresentação a secretaria abriu espaço para os presentes expressarem idéias e perguntas a respeito dos números.

O Município tem por obrigação investir 15% da arrecadação em saúde. No último quadrimestre de 2012, a prefeitura repassou 31% de sua receita à saúde, somando-se aos valores repassados pela esfera federal e estadual. Agora, de janeiro a abril de 2014, foram investidos 46,2%, o que equivale a R$ 6.499.523,75 (seis milhões, quatrocentos e noventa e nove mil, quinhentos e vinte e três reais e setenta e cinco centavos) da receita aplicada em saúde pública.

Para finalizar, a secretaria Maria Elisabete de Borba informou que os balanços estão disponíveis na tributação municipal, onde fica aberta a possibilidade de todo e qualquer munícipe ter acesso aos números.

Outros números – No mesmo período, a Secretaria ofereceu 2.493 exames não-laboratoriais e atendeu 3.717 diabéticos, 10.031 hipertensos e outros 6.671 pacientes na Farmácia Básica, com distribuição de medicamentos. Outros 15.347 munícipes buscaram o serviço público para aferição de pressão arterial. Também foram distribuídas 575 insulinas, 1.775 anticoncepcionais orais, 134 anticoncepcionais injetáveis, 11 DIUs e 17.525 preservativos masculinos e femininos. Em quatro meses, os profissionais da saúde fizeram 38.418 procedimentos de enfermagem, como curativos, retirada de pontos, inalações e coleta de material para exames.

A Central de Imunização aplicou, de janeiro a abril, 3.997 vacinas. Já a equipe da Vigilância Sanitária efetuou 7.522 visitas domiciliares e 372 tratamentos em pontos estratégicos – locais com maior índice de infestação do mosquito da dengue.

 

 

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Josnei Wolfart

Atualizado às 14:40


Compartilhe

Google+