O Conselho Municipal dos Direitos da Criança do Adolescente (CMDCA) de São Miguel do Iguaçu realizou na tarde de quarta-feira, 19, no Centro de Convivência do Idoso, a X Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, com apoio do Governo Municipal, por meio da secretaria de Assistência Social.

O evento teve por objetivo promover a ampla mobilização social para reflexão e avaliar os reflexos da pandemia da Covid-19 na vida das crianças, adolescentes e suas famílias, além de traçar propostas de enfrentamento às consequências das violências desse público.

Estiveram presentes diversas lideranças e autoridades que trabalham com crianças e adolescentes no município e foram eleitos os delegados Amauri Antônio Mossmann, representando a Sociedade Filantrópica Semear, e Lidiane M. Scheffer, representando a Associação Pestalozzi, que vão representar São Miguel na Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente, em data ainda a ser definida.

A especialista em Serviço Social, Simone Beatriz Ferrari, com vasta experiência na área de Ciência Política, ficou surpresa com a excelente participação da comunidade na conferência, com o objetivo da inclusão. “Esse encontro é para perceber que temos vários tipos de crianças e em várias situações que precisam ser trabalhadas e cuidadas. Elas precisam de orientação e proteção. A pandemia da Covid-19 causou muitos danos psicológicos e as maiores consequências e feridas estão nas crianças e adolescentes”.

Para a secretária de Assistência Social, Adriana da Silva Motta, foi um momento muito importante porque as propostas e ideias tratadas na reunião serão encaminhas ao Governo Municipal para serem atendidas. “Temos plena certeza que as principais solicitações serão atendidas”.

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança do Adolescente, Aparecida Carradore,  citou que as Conferências Municipais são muito importantes para a vida das famílias e dos adolescentes. “É através delas que se definem políticas públicas que vão influenciar no desenvolvimento desses futuros cidadãos e líderes de nossas comunidades”.

As conferências são realizadas a cada dois anos e para o presidente do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Moacir Leite, ela se confunde com o tempo de existência do Estatuto da Criança e do Adolescente. “São nesses espaços que toda a comunidade tem a oportunidade de trazer suas demandas e necessidades”.

O vice-prefeito, Claudio Rodrigues, destacou que a conferência é um momento de reflexão dos pontos positivos e negativos buscando sempre a melhoria. “É importante destacar que vários segmentos da comunidade vieram participar e dar sua opinião nessa conferência”.

Rodrigues informou que o Governo Municipal tem dado atenção especial para essa área e citou como exemplos a construção da sede própria do CadÚnico, que será inaugurada em breve, e a reforma do Citel, local que vai atender aproximadamente 300 crianças de 04 a 12 anos de idade em contraturno escolar.

Durante o evento houve um momento cultural com apresentação de música, além de teatro e capoeira com os alunos da Escola Pestalozzi.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Paciente de São Miguel é transferida para Chopinzi... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio da secretaria de Saúde, e a equipe do aeromédico do SAMU (Sistema de Atendimento Móvel de Urgên...
‘Expedição do Conhecimento’ vai estar em São Migue... O município de São Miguel do Iguaçu vai receber na próxima semana, de terça (29) a quinta-feira (31), a unidade móvel “Expedição do Conhecimento”, qu...
Agentes Comunitários estão realizando palestras de... Os Agentes Comunitários de Endemias (ACE’s) de São Miguel do Iguaçu, vinculados à secretaria municipal de Saúde, estão realizando um ciclo de palestr...
Audiência Pública apresenta situação de vagas nos ... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por meio da secretaria de Educação, realizou na tarde de quarta-feira, 30, no plenário da Câmara de Muni...

Compartilhe

Google+