Na manhã de ontem (7), produtores rurais estiveram no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de São Miguel do Iguaçu, em uma reunião do Programa Nacional de Habitação Rural. Ao total 18 famílias participam do programa e estão com suas casas 80% concluídas.

Esse foi o segundo encontro dos produtores, tratando sobre a limpeza e o lixo produzido na área rural. Na primeira reunião eles fizeram um diagnóstico rural participativo e pontuaram vários temas que serão tratados durante o programa.

De acordo com o gerente de projetos da Prefeitura Municipal, Luciano Aparecido Neris que foi o ministrador da palestra, os produtores tiveram uma base de como manter a propriedade limpa e organizada, principalmente agora com a nova casa. “Geralmente o agricultor sempre deixa os melhores ambientes para os animais, sendo o estábulo para tirar o leite, o chiqueiro, o galinheiro, e acabam deixando em segundo plano os cuidados da sua própria residência. Ou seja, o agricultor investe bastante na atividade produtiva e acaba não tendo a prioridade na sua casa”, explica Luciano.

O IBGE fez um estudo em 2010 e identificou a necessidade do Brasil da falta de investimentos na casa do agricultor, deste modo, foi criado o Programa Nacional de Habitação Rural, onde o Governo Federal destina R$ 28 mil para cada agricultor construir sua casa, o Governo do Estado através da Cohapar – Companhia de Habitação do Paraná, fornece todo o apoio técnico e administrativo, e o Governo Municipal entra também com todo o apoio administrativo, através da Secretaria de Planejamento, Meio Ambiente e Agricultura fazendo a terraplenagem, deixando o local preparado para a construção da casa.

Luciano ainda lembra que posteriormente poderá abrir novos grupos. “Os agricultores interessados em construir sua própria casa, podem conversar comigo, na Secretaria de Planejamento, assim estudaremos o caso para abrir um novo grupo de beneficiadores do programa”.

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Tallini Klassmann – MTE 10.115/PR
Atualizado às 10h08

 


Compartilhe

Google+