As equipes das secretarias municipais de Agricultura e de Meio Ambiente de São Miguel do Iguaçu estiveram reunidas na quinta-feira, 27, na sala de reuniões da prefeitura, com representantes do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná). Entre assuntos em pauta, esteve o andamento do projeto de implantação de sistemas de tratamento de efluentes domésticos nas propriedades da agricultura familiar localizadas na área de influência da Itaipu Binacional.

O programa é uma parceria Governo Municipal, IDR-Paraná e Itaipu e compreende a construção de fossas de evapotranspiração. “É um sistema de tratamento e reaproveitamento dos nutrientes do efluente proveniente do vaso sanitário. É um sistema fechado, ou seja, estanque, e não há saída de água, seja para filtros ou sumidouros. Nele ocorre a decomposição anaeróbia da matéria orgânica, mineralização e absorção dos nutrientes e da água pelas raízes dos vegetais. Os nutrientes deixam o sistema incorporando-se a biomassa das plantas e a água é eliminada por evapotranspiração. Não há deflúvio. E dessa forma, não há como poluir o solo ou o risco de algum microrganismo patógeno sair do sistema”, explica a atual coordenadora do projeto e Assistente Social, Jussara Walkowicz .

O gerente regional do IDR, José Lindomir Pezenti, disse que a reunião foi produtiva e que serviu para troca de informações do andamento do projeto. “A pandemia atrapalhou um pouco os trabalhos, mas nada que comprometa os objetivos do programa”.

Marina Ransolin Rodrigues, extensionista do IDR-Paraná em São Miguel, informou que o projeto iniciou no ano passado e teve que passar por algumas adaptações. “Num primeiro momento, estamos atuando na comunidade de Urussanga e o objetivo do programa é atender 133 famílias daquela localidade”.

O trabalho foi iniciado com diagnóstico dessas propriedades para entender a realidade da situação do saneamento básico rural. O objetivo final é trazer maior qualidade de vida para esses moradores e, consequentemente, toda uma região.

O projeto visa promover o desenvolvimento sustentável com a implantação de sistemas de tratamento de efluentes domésticos em 260 propriedades da agricultura familiar, localizadas na área de influência da Itaipu Binacional. Para este ano está previsto o início do trabalho em 95 propriedades de Itaipulândia e em 2023 em 32 propriedades de Missal.

Após a reunião, a equipe foi conferir ‘in loco’ a instalação do sistema na propriedade do agricultor Afonso Kimura. “Resolvi aderir ao programa porque sempre tive problema com minhas fossas e o que é bom para o meio ambiente vamos fazer”, contou .

Para o secretário municipal de Agricultura, Marcelo Alexandre, o encontro foi importante porque visa à preocupação com a qualidade da água no município e região. “Aproveitamos também para alinhar alguns trabalhos entre a secretaria e o Instituto, entre eles, a adequação das fossas sépticas do interior”.

Também estiveram presentes na reunião o gerente regional e gerente da mesorregião Oeste do IDR-Paraná, Ivan Decker Raupp; técnico agropecuário e responsável pela unidade de São Miguel do Iguaçu do IDR, Adalto de Jesus Medina; e a assessora adjunta da secretaria municipal de Meio Ambiente, Angélica Daiane Kaminski Kipper.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MÍDIA SOCIAL

Notícias Relacionadas

Meio Ambiente realiza mais etapa da campanha Recic... A secretaria municipal de Meio Ambiente de São Miguel do Iguaçu realiza nesta quarta-feira, dia 18 de agosto, em parceria com a AMAR (Associação dos ...
Governo Municipal inicia aplicação de fresado de a... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, através das secretarias municipais de Agricultura e Obras e Viação, está realizado a melhoria de estrada...
Governo Municipal e Itaipu traçam Plano de Ação pa... Representantes do Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu e da Itaipu Binacional estiveram reunidos na terça-feira, 15, na sala de reuniões da pref...
Governo e entidades reativam o Conselho Municipal ... O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu reuniu na quarta-feira, 16, no Centro de Convivência do Idoso, lideranças governamentais e de entidades p...

Compartilhe

Google+