Para contribuir com uma gestão pública eficiente e democrática, o Sistema FIRJAN desenvolveu o Índice FIRJAN de Gestão Fiscal (IFGF) que tem como objetivo estimular a cultura da responsabilidade na administração pública.

 

A pesquisa também fornece indicadores que possibilitam aos municípios o aperfeiçoamento e celeridade nas decisões administrativas, tanto com relação alocação dos recursos, como também para obter maior controle social da própria gestão.

 

O índice tem uma pontuação que varia entre 0 e 1 pontos e quanto maior, melhor é a gestão fiscal do município avaliado. Cada município é classificado com conceitos A (Gestão de Excelência, acima de 0,8001 pontos), B (Boa Gestão, entre 0,6001 e 0,8), C (Gestão em Dificuldade, entre 0,4001 e 0,6) ou D (Gestão Crítica, inferiores a 0,4 pontos).

 

Dentro desse quadro de avaliação o município de São Miguel do Iguaçu aparece com conceito de excelência no que se refere ao Custo da Dívida Pública, com um índice de 0,8227 pontos. Essa pontuação coloca São Miguel do Iguaçu em 81° lugar entre os 399 municípios do Paraná e entre os 2.152 municípios de um total de 5.565 municípios brasileiros pesquisados. O IFGF Custo da Dívida, correspondente à relação entre as despesas de juros e amortizações e o total de receitas líquidas reais.

 

Outro índice se refere ao IFDM – Índice FIRJAN de Desenvolvimento Municipal que para ser obtido, os pesquisadores consideram as áreas de desenvolvimento em educação, saúde pública e emprego e renda. O resultado foi um índice de 0,7415 de um total máximo de 1 ponto, portanto considerado Boa Gestão.

 

Para se chegar a esse índice são considerados dados estatísticos oficiais disponibilizados anualmente pela Secretaria do Tesouro Nacional, onde estão as informações orçamentárias e patrimoniais prestadas pelos próprios municípios.

 

O prefeito Armando Polita se disse satisfeito com a posição do município de São Miguel do Iguaçu na pesquisa. “Isso comprova que a nossa política de gestão pública está no caminho certo. Temos investimentos pesados na infra-estrutura do município, mas não perdemos o controle dos gastos. Essa notícia é para ser comemorada” – afirma o prefeito.


Compartilhe

Google+