O Município de São Miguel do Iguaçu, através do Departamento da Defesa Civil, aderiu ao projeto Pluviômetros nas Comunidades. Ao total serão sete comunidades contempladas para receber pluviômetros semiautomáticos (equipamento que mede o volume de chuva).

A partir da segunda quinzena de fevereiro o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (CEMADEN), estará realizando a instalação dos dispositivos nos locais adequados, já identificados pela Defesa Civil.

As comunidades do Ipiranga, Santa Rosa do Ocoy, Cotiporã, São Jorge, Aurora do Iguaçu, São Brás e São Vicente foram as selecionadas para receber os pluviômetros. Equipes da comunidade local vão acompanhar os dados do equipamento.

De acordo com a coordenadora municipal da Defesa Civil, Leila Viana, após a instalação dos pluviômetros nas comunidades a Defesa Civil irá analisar os pontos críticos de alagamentos no perímetro urbano. “Os pluviômetros da cidade serão instalados estrategicamente nos bairros Santa Luzia, São Cristovão, Barro Branco e mais um nas proximidades do Corpo de Bombeiros”.

Leila conta que os pluviômetros instalados na cidade serão automáticos e os dados poderão ser acessados via online. Porém, em cada local de instalação do aparelho terá um morador responsável.

O Projeto Pluviômetros nas Comunidades visa introduzir a cultura da percepção de riscos de desastres naturais no Brasil, reduzir os danos socioeconômicos e ambientais e também para o acompanhamento da quantidade de água da chuva nas regiões agrícolas.

Deste modo, é importante que a comunidade, Governo e Administração Municipal estejam capacitados para prevenir, preparar e dar resposta eficiente aos riscos e desastres naturais. 

 

 

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO


Compartilhe

Google+