A Vigilância Sanitária de São Miguel do Iguaçu confirmou o registro de onze pacientes com dengue na cidade. Destes, 02 foram importados e 09 autóctones (contraídos dentro do Município). Os casos foram confirmados na região da Caixa Econômica Federal, Bairro São Francisco, Jardim Social e Santa Catarina.
 

Índice de infestação do mosquito está em 19,2%. Ou seja, para cada 100 casas, em mais de 19 delas há focos de dengue. “Estamos 19 vezes acima do limite tolerável pelo Ministério da Saúde, que é de 1%. Portanto, este é um alerta à população, aponta um alto risco para epidemia de dengue no município”, avisa a coordenadora da Vigilância Sanitária, Luciane Coelho da Silva.
 

Uma reunião realizada nesta semana no gabinete do prefeito Claudio Dutra reuniu os secretários de Saúde, Obras, Agricultura e Administração. As autoridades decidiram por solicitar o carro “fumacê” junto a 9ª Regional de Saúde. A Regional pode enviar o veículo rapidamente ou não, dependendo da situação dos demais municípios da região. Também ficou decidido que a prefeitura irá desencadear uma operação para fazer uma limpeza geral por todas as regiões da cidade.
 

O “arrastão” começou na quarta-feira pelos bairros Novo Mundo, Renascer, Ecovila e Bairro Santa Catarina, recolhendo lixo e entulho. A limpeza será feita por todas as regiões do Município, inclusive no interior, visando eliminar todos os possíveis locais de procriação do aedes aegypti.
 

Casos de dengue ou terrenos baldios com possíveis focos devem ser denunciados pelo telefone 3565-6673.

 


ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Públicado às 14h35


Compartilhe

Google+