A semana começou com boas notícias para São Miguel do Iguaçu. O prefeito Claudio Dutra, o vice Maurão Remor e o presidente da Câmara de Vereadores Edson Ferreira receberam, na última segunda (7), o gerente de engenharia da concessionária que administra a rodovia BR-277, Sílvio Caldas.

 

O engenheiro trouxe a notícia da instalação de um redutor de velocidade no km 687 da BR-277, perímetro urbano de São Miguel do Iguaçu, próximo ao trevo na saída para Cascavel. Os dispositivos são uma reivindicação antiga da população e do Governo Municipal para o local que já registrou inúmeros acidentes com vítimas fatais. 

 

O pedido de instalação dos medidores de velocidade foi feito formalmente pela administração municipal no dia 13 de maio deste ano. (Leia a matéria AQUI)

 

A previsão da Ecocataratas é de que em 60 dias o equipamento já esteja funcionando, enquanto isso a concessionária trabalha na instalação da estrutura. “Os equipamentos já foram comprados e enquanto aguardamos a fabricação deles vamos providenciar as instalações”, explicou Caldas. Serão instaladas quatro estruturas, uma em cada lado da pista dupla. O limite de velocidade estabelecido será de 80km/h.

 

Dutra recebeu a notícia com grande alegria. “Graças ao bom entendimento que temos com a Ecocataratas, nossa população vai ter mais segurança ao atravessar a BR. Nós pensamos em primeiro lugar na vida dos munícipes, o nosso trabalho é para poupar vidas, evitar acidentes e melhorar as condições do tráfego em São Miguel”, pontuou o prefeito.

 

Rua marginal – Outro projeto da Prefeitura e da Câmara de Vereadores é a construção de uma rua marginal à 277 que ligará a comunidade de Linha Cacic até a estrada de acesso ao frigorífico Friella. O projeto foi feito pela própria concessionária. “Já tivemos várias reuniões em Cascavel e sempre fomos bem recebidos pela Ecocataratas. Ficamos felizes também que ele nos entregou em mãos o projeto da estrada marginal, e a partir de agora vamos correr atrás de recursos para que ela se torne realidade o quanto antes”, disse Edson, presidente do Legislativo.

 

O prolongamento da Avenida Iguaçu, a partir do túnel na saída para Foz até o trevo em frente ao Moinho Iguaçu também está previsto. “Vamos estudar a elaboração do projeto para, em seguida, a prefeitura buscar recursos e executar a obra. Nós começamos os diálogos no início do ano e estamos à disposição para atender as demandas do município. Muita coisa ainda pode melhorar com essas parcerias”, disse o representante da concessionária.

 

Após o encontro, o engenheiro da Ecocataratas e o vice-prefeito Maurão vistoriaram as áreas onde futuramente serão abertas as marginais. Para o vice-prefeito, os usuários da rodovia e motoristas são-miguelenses poderão trafegar com mais segurança. “Todo o trânsito vai fluir pela marginal. Ninguém mais vai precisar cruzar a BR, e iremos melhorar as condições dos caminhões que saem dos armazéns e da população do Bairro Santa Luzia, que ainda usa a rodovia para ir até o Centro. Nós queremos resolver os problemas ao invés de amenizá-los”, finalizou Maurão.

 

Ainda estão previstos outros dois medidores de velocidade em São Miguel, na saída para Foz do Iguaçu e na Linha Cacic.

 

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO


Compartilhe

Google+