Durante o dia de ontem e hoje todos os Agentes Comunitários de Saúde de São Miguel do Iguaçu estão no acampamento do Movimento dos Sem Terra – MST, cadastrando todas as famílias para receberem atendimento básico de saúde.

De acordo com os diretores do MST, mais de 1.200 famílias estão acampadas às margens da BR-277, totalizando mais de três mil pessoas, entre crianças e idosos, que necessitam de atendimento básico de saúde e educação.

O Secretário de Saúde, Luiz Antonio Klajn, esteve acompanhando os trabalhos e falou da importância dessa ação. “É um trabalho social de grande relevância assumido por esta equipe da Secretaria. Com o apoio da 9ª Regional de Saúde vamos atender essas famílias acampadas e reivindicar recursos adicionais com o Estado e a União para às ações de saúde e sanitárias necessárias”, explica Luiz.

A equipe da Secretaria de Assuntos Comunitários esteve também auxiliando no trabalho de cadastramento das famílias.

Após o cadastramento de todas as pessoas, o Município em parceria com o Estado estará atendendo primeiramente às famílias prioritárias, ou seja, os hipertensos, diabéticos, gestantes, idosos e crianças.

O atendimento ocorrerá no próprio acampamento, onde o MST disponibilizou ao município uma estrutura que será montada uma Unidade Básica de Saúde para o amparo dos médicos e enfermeiros em datas a serem marcadas.


ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Publicado às 09h01


Compartilhe

Google+