As Secretarias de Administração e Meio Ambiente realizaram na tarde de ontem (12) uma audiência pública no plenário da Câmara Municipal, apresentando o Decreto nº 056/2015 que Regulamenta os serviços de limpeza pública e coleta de lixo no município de São Miguel do Iguaçu.

A responsabilidade pela limpeza pública e coleta de lixo no município é da Prefeitura, porém alguns destes serviços são prestados por uma empresa terceirizada, contratada por meio de licitação. Por exemplo, o lixo orgânico e rejeitos, que são alimentos orgânicos, papel higiênico, fraldas descartáveis, são recolhidos por funcionários do Município, com caminhão próprio da prefeitura.

Já o lixo reciclável, ou seja, vidros, papel, metal e plásticos, quem realiza essa coleta é a empresa terceirizada, porém quem fornece as sacolas amarelas é o Município.

A recomendação da Prefeitura e também da empresa para os moradores é colocar as sacolas de lixos em frente às residências uma hora antes do caminhão passar recolhendo. “Claro que haverá exceções, mas vamos tentar manter as calçadas limpas, principalmente no centro, colocando sempre o lixo para fora de casa uma hora antes do horário agendado”, explica o Secretário de Administração Valdecir Lago.

Em relação aos galhos, folhas e gramas (resíduos de jardinagem) devem ser ensacados corretamente para posterior recolhimento. Já a poda e corte de árvores, o munícipe deve solicitar previamente por escrito na Secretaria de Meio Ambiente para o recolhimento dos mesmos.

Para o grande volume de galho ou entulho, o munícipe terá que pagar uma taxa e solicitar previamente na Secretaria o agendamento da recolha. “Se a pessoa jogar na via pública esse lixo sem autorização, será multado. Agora, se ele tem um transporte próprio e quer se desfazer desse lixo, poderá levar os galhos até o Horto Municipal, e os entulhos a Secretaria de Meio Ambiente irá orientar um local adequado à destinação correta”, salienta Valdecir.

O lixo eletrônico deve ser despachado corretamente nas campanhas que a prefeitura realiza. Em caso de urgência, também informe a situação na Secretaria.

Em relação aos lixos tóxicos e contaminantes, tipo lixo hospitalar, o Município não é responsável pela coleta, esses deverão ser entregues nos locais adquiridos. Para o lixo cortante, os vidros quebrados ou espelhos, devem ser embalados em caixas para serem coletados nos horários do lixo orgânico.

Outra questão debatida na audiência foi sobre os terrenos baldios, sendo que os proprietários são obrigados a mantê-los limpos, caso contrário haverá multa para o dono do lote.

Secretários, servidores públicos, funcionários da empresa terceirizada e a comunidade em geral participaram da audiência que foi bem produtiva, avalia Valdecir, pois todos tiveram a oportunidade de relatar alguns problemas sobre a coleta de lixo. A Prefeitura e a empresa irão atender todas as sugestões citadas na reunião.

Serviço – A Secretaria de Meio Ambiente está localizada no piso inferior do Paço Municipal, em frente ao Banco Brasil. O atendimento é das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h30. Telefone para contato: 3565-8179.

 

 

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Públicado às 11h08  


Compartilhe

Google+